sexta-feira, 28 de março de 2014

The Fire - 2° livro da Trilogia Engelsfors

Ah-ha! Estou aqui mais cedo dessa vez.  Eu esqueci de contar que hoje teria paralização dos  professores.

Vocês devem se lembrar de meus elogios ao The Circle, não é? É uma  pena, de fato uma pena, admitir que houve uma baixa do primeiro para o segundo livro. Algo até mesmo significativo, nada a ponto de estragar a leitura mesmo sendo significativo.

Lembram que no primeiro capitulo de The Circle eu disse que fiquei com minha respiração acelerada, arrepiada e no final com minha sorriso sádico quando leio algo bem escrito e macabro? No primeiro capítulo? É... Eu passei o livro inteiro procurando por apenas uma única cena que me passasse algo parecido. Em The Circle, tínhamos as meninas sendo perseguidas por uma coisa que elas não podiam ver, que se manifestava no momento no qual eles estavam mais fracas e meio que  possuíam elas e induziam elas a cometer suicídio. Essas cenas  eram lindas maravilhosas carregadas de um tensão e do terror delas e... Foram cenas únicas. Foi no mínimo terrivelmente frustrante não encontrar nada no mesmo nível.
O tal abençoado pelos demônios? Não chega aos pés do original do The Circle, ele foi uma verdadeira surpresa para mim. O do livro anterior era uma sombra ameaçadora no meio da noite, uma força sempre constante que podia lhe atacar a qualquer momento e elas precisaram literalmente correr contra o tempo, porque era elas ou ele. Um dos dois iria morrer e elas precisavam, precisavam descobrir a identidade dele antes que fosse tarde demais. Em The Fire? Digamos, que não foi desse jeito. Ela foi sim inesperada mais não me causou o mesmo choque que o antigo me causou. A luta final na verdade foi bem simples, acabou muito rápido. Foi meio que " Ah, beleza. Então ELA é a abençoada? Ótimo deixa eu te mostrar o quão superiores meus poderes de Chosen One são superiores ao seu. " E pronto. Decepcionante. Eu queria uma mega batalha de tudo ou nada com os elementos voando por cima e postes por baixo, com a cada segundo de retardo o mundo se despedaçando mais... Algo desse tipo. Era o que eu esperava.
E esse Conselho? Ah, vamos lá! Eu não sei se é porque eu estou acostumada com a Clave/Conclave de Cassandra Clare, mas esse Conselho era muito frouxo. Cadê a perseguição incansável as escolhidas? Cadê aquele estilo de "estou-observando-todos-os-seus-passos-e-aliás-estou-cinco-passos-a-sua-frente"? Elas usaram mais de uma vez magia embaixo de seus narizes e eles não fizeram porcaria nenhuma.
O ritmo também foi consideravelmente mais lento. Foi quase como se o livro todo tivesse sido estruturado para começar quando o tribunal começasse. E isso demora muito para acontecer lá na metade da parte 3. Entendam, o livro antes disso se aprofundou bastante nas vidas das personagens e isso foi bom. É sempre bom conhece-las melhor, no final desse livro sinto que as conheço bem como se elas sempre tivessem sido minhas melhores amigas desde sempre. Mas, sério, Sara&Mats vocês não poderiam ter colocado mais ação, mais suspense, mais informação, mais coisa macabra, mais ALGUMA COISA acontecendo, que não fosse apenas e exclusivamente os problemas delas? Claro, nesse livro de modo geral recebemos muita informação sobre as escolhidas, seu papel, os demônios, o nosso espirito mensageiro e o mundo. Não foi o bastante. Elas recebiam a informação e passavam mais alguns dias remoendo as informações recebidas.  Também recebemos algumas pequenas descobertas que na soma não eram o bastante para acelerar a historia, mas elas somadas ao aprofundamento dos personagens foi o bastante para não tornar a história entediante. Temos a ameaça do apartamento de Linnéa ser tomado, os problemas de Vanessa com o "namorado" dela Wille, as brigas dos pais de Minoo, a vida social de Ida caindo, e Anna-Karin com o avó dela... E, claro, a formação da Engelsfors Positiva. Isso parece muita coisa e na verdade é, o problema é que depois de um tempo você já entende a situação e quer que a história vá para frente e não fique praticamente andando em círculos.  
Ver os poderes das escolhidas crescendo e elas aos poucos testando o terreno para ver se podiam ou não confiar umas nas outras, o que andava e desandava o tempo todo... Oh. E eu passei o livro inteiro torcendo para meu casal LGBT favorito ( tem Magnus&Alec também, mas eu não gosto de Alec e amo Magnus... Nessa caso eu amo as duas tanto como pessoas como um casal) Vanessa&Linnéa. Não que tenha acontecido algo mais pelo rumo das coisas, tenho certeza que no próximo livro alguma coisa acontece. Tem que acontecer. Desde de The Circle eu estou esperando algo... 
Em The Circle eu disse ter gostado de Minoo e Vanessa e Linnéa, certo? Em The Fire, minha simpatia por elas se multiplicou e comecei a me importar e de fato gostar de Ida e Anna-Karin, eu desafio alguém a ler esse livro e não gostar delas depois dele.
A Engelsfors Positiva. Foi uma ideia interessante, uma espécie de... Instituição de Auto-ajuda um pouco extremista demais que desde o começo se percebe que ela é controlada por demônios, ou pelo abençoado, melhor dizendo. Admito quase ter tido um ataque com esse negócio. As ideias que os autores utilizaram tem alguma base na Lei da Atração e como sei que ela existe e acredito piamente nela, a ideia dessa instituição do mau utilizar qualquer um dos seus princípios... Não me agradou muito. Com o prolongar da história percebemos que os seus membros foram extremistas demais e, como qualquer outra coisa, tudo que passa  a ser extremo é doentio e estúpido e ISSO me agradou (sério, vocês entendem tudo o que eu falo mesmo?)
Como eu disse a luta final deixou a desejar, mas os momentos de tensão/suspense antes dele foram muito bons... Eu não parava de virar as páginas.
O final foi um bom final, meio melancólico meio misterioso, gostei. Me deixou super curiosa para o próximo volume, The Key que até o presente momento foi lançado apenas em sueco e, não, eu não sei quando será lançado a versão americana/inglesa e muito menos em português... Infelizmente.
Para quem leu The Circle, essa é uma leitura indispensável. Posso não ter deixado muito claro, por que esse livro de fato me decepcionou e eu esperava mais e tal, mas é um livro muito bom. Há várias cenas muito boas e imperdíveis e--- Só pelo aprofundamento dos personagens ele merece ser lido. Quem já leu The Circle sabe o quão bem escritos eles foram e como é bom ver o mundo sob seus olhos, mesmo não sendo a melhor das vistas e mesmo sendo tão real as vezes que doí. Acredito que o caso de The Fire, tenha sido aquele problema que encontramos no segundo livro de trilogias, a "recaída" do volume do meio. Ouçam bem, pelo jeito que a história terminou, pelo jeito que ela foi caminhada até então eu não consigo evitar de subir ainda mais minhas expectativas. Muito irracional, não me digam, eu só não consigo evitar. O que posso fazer? Esperar. Só esperar. Quem puder ler The Fire, leia. Deem a ele uma chance, só uma chance. Talvez ele os decepcione com fez comigo, mas não irá entendia-los ou aborrece-los e no final os deixara querendo mais... Muito mais. Que venha The Key. Que venha The Key e vamos ver logo como esse negócio termina. 


As coisas não estão nada fácies para as escolhidas. Não basta o mundo estar acabando, não basta elas terem que se preocupar com quando e por meio de quem os demônios vão agir, não basta todas estarem chateadas com Linnéa por ela ter passado o ano inteiro lendo seus pensamentos sem dizer nada. Não basta. Elas ainda precisam lidar com seus problemas pessoais e suas famílias. 
Ah, e agora tem uma novidade. Com o começo das aulas, uma organização chamada de Engelsfors Positiva que convida seus integrantes a verem a vidas com outros olhos está se espalhando pela cidade  com uma velocidade sobrenatural e seus membros reagem de uma forma um tanto agressiva as pessoas de "energias negativas" que são todas aquelas que nãos se juntaram a eles. 
Neste cenário, o Conselho chega a cidade lembrando a Ann-Karin de todos os seus pecados do ano passado. Eles marcaram a data do julgamento e o Conselho não é visto como generoso para aqueles que quebram suas leis, as escolhidas deveram de alguma forma se unir para proteger Ann-Karin do Conselho ou o círculo ficara quebrado. 
E o abençoado pelos demônios dá sinais de vida. Três mortes, a mesma causa. Não pode ser coincidência... e a Engelsfors positiva está de alguma forma ligada a ele, mas com o Conselho por perto como elas poderão investigar? E o espírito e o Book of Patterns continua as alertando, o fim está próximo, o apocalipse se aproxima, os demônios ganham mais poder... E só elas podem detê-los.     

6 comentários:

Kézia Lôbo disse...

Oiee! VOltei =D
Você sempre resenhando livros pra lá de interessantes, não li tudo pra não pegar spoilers..... mas pretendo colocar na lista =P

Lúúh Ribeiro disse...

oooi, acabei de terminar de ler Circulo... Eu queria saber uma coisa: esse The Fire, tem em português?? porque não sei nada de inglês... e tipo, eu to apaixonada pelo Circulo. Me identifico muito com a Minoo, e um pouco com a Anna-Karin... Mas, de todas, amo muito a Minoo... E como você, torço pra um romance entre a Vanessa e a Linnéa... Poderia me informar algo sobre o livro?? Whats: 11951650265 Agradeço ^^

Anônimo disse...

Oi! Poderia me dizer onde encontro esse livro (The Fire)? Tem para download? Aguardo resposta.

jéssica aline disse...

Boa noite, será que VC poderia me informar onde conseguiu comprar esse livro, terminei de ler o círculo já tem um tempinho e estou muito afim de ler esse. Desde já agradeço

Shirley Amancio disse...

Olá esse segundo livro já chegou no Brasil??? Procurei em todos os sites e livraria e não encontrei.

itamara silva disse...

Oi, faz algum tempo que terminei o primeiro livro (circulo), porem ja procurei em várias livrarias e sites a procura do segundo e nao encontrei. Você pode me informar onde conseguiu o segundo? Obrigada ddesde já.